sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Meu anjo

Meu anjo está tão longe de mim. Sinto sua falta.
Ele não me conhece, mas eu sei que ele realmente existe.
Este sonho parecia tão real. Não consigo tirá-lo de minhas lembranças. Sua doce presença resolveu fazer morada nos meus pensamentos.
Sua voz agradável, sua pele macia e seus beijos intermináveis não me deixam esquecê-lo.
Tornei-me escrava do meu pensamento. Fico desejando nosso encontro em cada vez que durmo, para sonhar mais uma vez contigo.
Peço tanto a Deus, em minhas orações antes de dormir, para que tu te tornes verdade. Que eu possa te tocar, te abraçar, te beijar como em meus sonhos.
Meu anjo me faz tão bem. É como se o conhecesse a vida inteira. Tudo lá fora passa tão despercebido por mim. Meus olhos só a ele pertencem.
Meu anjo, por favor, faça-te real. Apareça, espero por ti. Esta dor que sinto se chama saudade e atende pelo teu nome.
Quero estar contigo, dançar contigo e te dizer palavras que nunca contarei a ninguém. Faça-me acreditar que será como da primeira vez. Espero teu sim ou não. Minha felicidade não compete a ti, mas quero que faças parte dela.

Anjo, criatura sobreceleste, acho que me apaixonei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário