quinta-feira, 12 de março de 2009

Desventuras Virtuais

Estes dias me "caiu os butiás do bolso", como diz o ditado popular, ao ouvir uma amiga me contar suas desventuras amorosas via internet. Eu não sabia se ria ou ajudava a pobre bicha a xingar o bofe.

Bom a história é mais ou menos assim: Um dia ela conheceu um rapaz que veio fazer um curso de aperfeiçoamento lá de Portugal. Este passou um curto espaço de tempo aqui, mas o suficiente para minha amiga digamos assim, conhecer melhor a língua portuguesa. Mas segundo me confidenciou minha amiga, o rapaz não era muito chegado a sexo e eles só tiveram apenas uma relação neste tempo em que estiveram juntos. E o que eles faziam, se não era... Bem, não me perguntem, de certo dormiam. Vou lá saber de detalhes?

Mas o que me deixou pasma, foi esta, escutem só. Minha amiga mantém contato com o gajo e ele sempre respeitoso, mas estes dias puxou papo com ela e começou uma conversa mais ou menos assim:

- Tens webcam?
- Não? Por quê? - estranhou minha amiga.
- Eu me lembrei de nós aquela vez...
- Ah é? E aí?
- E me deu o maior tesão!
A minha amiga ficou furiosa e respondeu ao moço que havia escrito como nick "descendo as ladeiras prateadas de Coimbra".
- Meu querido, você deveria ter aproveitado deste corpinho quando estava aqui e agora se não importa, estou bem ocupada!
E o português ainda insistiu:
- Então quer dizer que eu vou ter tomar um banho frio ou...
Ela boa taurina, assim como eu, não deixou por menos!
- Vá tocar punheta além mar e vê se não me amole, seu português chato!

Essa foi muito boa! E bloqueou o moço, para nunca mais correr o risco de ser importunada.
Citando minha querida amiga: "Tem gente que fica encolhendo a mixaria e depois vem querer fazer sexo pela webcam, ah dá um tempo!"

2 comentários: