sexta-feira, 16 de abril de 2010

Filhos da Mãe

Eu fico doente ao chegar a conclusão de como os filhos homens são super protegidos pelas mães. E fico mais doente de ver como eles são extremamente dependentes das suas mães. São todos literalmente uns filhos da mãe!

Que eu me lembre, a maioria dos meus ex-namorados eram filhos da mamãe. Para tudo eles tinham que pedir uma segunda opinião para as mães. Tudo da mamãe era melhor, a comidinha da mamãe, o tempero, a casa, o colo, o ombro e a opinião da mamãe! A opinião da mamãe era soberana. Não havia como competir com um adversário tão forte quanto a mamãe.

E para os filhos serem tão devotos à mamãe, é óbvio que a mamãe estava sempre do lado deles, mesmo que estivessem errados.

O que sempre me irritou de ver, além desta dependência dos filhos homens às mães foi o fato da mamãe sabe-tudo estar sempre, mesmo que sem explicitamente, meter o bedelho em tudo. Eu não conheci nenhuma mãe, destes filhos da mãe, que achassem que não podem dar um pitaco. Elas estão sempre lá para protegerem seus filhinhos indefesos, diga-se de passagem uns marmanjos, barbados!

Esta novela "Viver a Vida" está dando um boa amostra do que eu estou dizendo. Como uma mãe pode se tornar descontrolada por se achar no direito de interferir nas escolhas dos filhos. Aquela personagem, a Ingrid, precisa se ocupar mais, transar mais e dar uma relaxada. Que mulher mais chata! E louca! Não consegui conceber as coisas que ela fez e falou na tentativa de "evitar" que seus filhos cometessem equívocos. Em primeiro lugar eles não lhe pediram nada. E em segundo lugar o que dá a ela o direito de interferir na vida deles a tal ponto. Foi o cúmulo ela estar tão preocupada em ter certeza que um de seus filhos sentissem prazer na hora do sexo. O que ela quer? De certo que ir lá conferir se está correndo tudo bem na hora H?

Eu como professora, convivo com mães controladoras que por causa de tais comportamentos acabam até afetando a personalidade dos meus alunos. Uma vez eu conheci uma mãe que não deixava o filho adolescente que estava na 8ª série ir para a casa sozinho pois tinha medo que ele recebesse más influências no caminho até a escola. "Deus me livre o dia que ele sair de casa, ele é meu cristalzinho!" O menino já estava virando alvo de chacotas pelo comportamento sufocantemente protetor da mãe. O que também costuma acontecer é de o filho ter um comportamento na frente da mãe e ao estar sozinho, como pude observar em alguns alunos meus, a atitude ser exatamente oposta àquela na frente da mãe.

Filhos, saiam da barra da saia da mamãe. Mães deixem seus filhos serem homens! Cresçam homens! E mães, deixem seus filhos crescerem!