quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Carta de Lindinha para Dadinho

Dadinho, percebi que tu não estavas bem e achei por bem me afastar. Senti que tu também precisavas que me afastasse de ti, para colocares tuas ideias em ordem e como tu disseste, te centrares e veres o que tu queres.

Sinto muito não poder conversar contigo. Tenho medo que depois do que aconteceu com a gente, uma barreira esteja se criando entre nós. Quando tu tu dizes "vamos ficar como estamos, amigos", sinto que um muro nos separando já está sendo construído e que a amizade que existia outrora, hoje, está sendo ameaçada.

Hoje eu queria falar contigo, Dadinho, mas achei melhor deixar pra lá.

Não liga, quem falou que tu podes me ajudar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário