sábado, 8 de setembro de 2012

Paraísos Artificiais

Ontem assisti ao filme brasileiro "Paraísos Artificiais", estrelado por Nathalia Dill, que vive uma DJ e tem um caso com uma menina bem descolada, mas ao longo do filme, a DJ se apaixona por um artista que ainda não sabe bem o quer da vida.

O filme retrata o universo das festas raves e o uso das drogas sintéticas feito por jovens de classe média.

Cheio de momentos sinestésicos - que estimulam os sentidos - o filme apresenta cenas um tanto quanto sensuais. As cenas de sexo são longas e bem explícitas, mas não se tornam pornográficas. São bonitas, pois são bem filmadas.

Mais do que mostrar o uso de drogas, o longa também retrata as suas consequências. Além de entreter o expectador, a história também o perturba e faz com que lhe levante questões internas.

Vale a pena assistir. Paraísos Artifíciais, cujo o título foi inspirado no livro de mesmo nome de Charles Baudelaire (1821-1867).  Eu recomendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário